Libro Ciências de emergência. Exercícios interdisciplinares em Ciências Sociais e Humanas

CIÊNCIAS DE EMERGÊNCIA. EXERCÍCIOS INTERDISCIPLINARES EM CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

Calificación:
Untitled Document
Puede comprar el libro en los siguientes formatos:
Precio: US$6.9 (convertir) | Libro electrónico PDF - 1671 KB.
Precio: US$6.9 (convertir) | Libro electrónico LIT - 605 KB.
Precio: US$31.27 (convertir) | 360 páginas.
Acerca del libro CIÊNCIAS DE EMERGÊNCIA. EXERCÍCIOS INTERDISCIPLINARES EM CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

Aquilo que os seres humanos têm de semelhante entre si é a capacidade de serem diferentes dos outros animais. A nossa inteligência, porém, imprevisível, nem sempre é digna do nosso orgulho. No entusiasmo das conquistas perdemos, frequentemente, a sageza emocional ou, até, o bom senso solidário. Esta face da inteligência tornou-se a maior das ameaças.

Apresentamos o estudo de psicologia social de Bernard Rimé sobre o significado emocional e social do trauma, tantas vezes ignorado pelas ciências sociais, mas afinal quotidianamente presente na vida de todos e cada um de nós. O médico Juan Carlos Rumbero escreve sobre a experiência espanhola de cooperação com África, por onde se desenvolvem e escondem as relações entre os povos mais bem sucedidos e os mais mal sucedidos do planeta. Joana de Deus Pereira traz-nos a actualidade cada vez mais premente dos usos das matérias-primas fundamentais para a existência de vida humana na Terra. Mark Brayne revela-nos como algumas das questões traumáticas, para o público, para os jornalistas e para os poderes instituídos, são tratadas pelos media.

Sobre as representações da moral social introduzimos um texto filosófico de Myriam Revault d'Allonnes sobre a sentida falta de autoridade nas sociedades contemporâneas, acompanhado por quatro textos de juristas (não necessariamente textos jurídicos) de José Ángel Brandariz sobre percepções de segurança perante o crime, de Lisa Tortell sobre a polissemia dos direitos à segurança, de José Preto sobre a situação da liberdade de expressão em Portugal, de José Garcia Marques sobre as relações entre liberdade e segurança. Sobre as práticas ideológicas fala-nos José Castro Caldas, discutindo o carácter ilusório da posse, representada pela disponibilidade imediata dos símbolos dessa potencialidade. Acompanham-no José Brandariz, Patricia Faraldo Cabana e Clara Sottomayor no campo jurídico, dando conta, respectivamente, dos usos do Direito Penal nas sociedades actuais, do modo como as vítimas de violência de género são tratadas pelos tribunais, e como as crianças continuam a ser alvos da ideologia patriarcal adoptada no sistema judicial.



Hace un tiempito hablábamos de los seudónimos, esos nombres de fantasía que los autores eligen, por distintos motivos, para enmascarar su identidad...